Voltar

Piscina feita com contêiner marítimo

O verão nem começou e já estamos com um ótimo clima para aproveitar as piscinas. Talvez você esteja pensando seriamente em construir uma piscina para essa temporada e já deve saber que existem alternativas rápidas e econômicas que podem atender o que você procura. Hoje trazemos um curioso tipo de piscina que vem causando furor tanto na Austrália quanto no Canadá, as piscinas construídas com contêineres marítimos reaproveitados. Quer saber o que as tornam tão especiais? Nós te contamos!

Para esse tipo de piscina são utilizados contêineres dando uma nova vida à eles. Estes materiais, normalmente usados como recipientes de cargas, servem para levar mercadorias pesadas através do mar. A maioria é feito com aço, ainda que existam alguns feitos de alumínio e inclusive madeira contra chapada reforçada com fibra de vidro. Muito resistentes, os contêineres são ideias para aguentar a água de uma piscina, evitando corrosões pelos produtos de manutenção. Além disso, apresentam ótima estanqueidade pois estão desenhados para armazenar e transportar mercadoria em grandes distâncias.

Como são transformados em piscinas? Para isso o mais importante é que o piso no qual será colocado esteja bem nivelado. Sendo assim, normalmente a superfície costuma ser coberta com pedra calcária, depois aplica-se uma pintura anticorrosiva que faz com que o contêiner em si não sofra com problemas de oxidação.

São transportados facilmente pois consistem em uma única peça. Ainda assim não devemos esquecer que tratam-se, na maioria das vezes, de contêineres grandes e é preciso um veículo específico para transportá-los, como um caminhão por exemplo, para poder posicioná-lo no local onde será instalado. Digamos que funcionam como as casas modulares que também são construídas como esse tipo de material.

Essas piscinas podem ser enterradas em seu jardim como uma piscina de fibra. Além disso, também podem ser posicionadas sobre o piso e cobertas com madeira por exemplo, criando assim uma piscina interessante e acolhedora para sua área externa.

Quando trata-se de reciclar o planeta agradece e ao reciclar os contêineres marítimos também estamos cuidando do planeta. Essas piscinas contribuem para a preservação do meio ambiente considerando que dão vida nova à um elemento que seria descartado. Ao reutilizar os contêineres reduzimos a produção de carbono que se cria na produção de produtos como este.

Ao redor do mundo já existem várias empresas que se dedicam a comercializar esse tipo de produto. A canadense Modpool oferece esse produto em diferentes tamanhos. Além de ser uma piscina diferente devemos acrescentar que essas empresas tentam oferecer uma experiência mais prazerosa aproveitando assim as novas tecnologias. As piscinas de Modpool, por exemplo, contam com sistema de filtragem que além de manter a água limpa e pronta para o banho é capaz de aquecê-la até 30 graus em questão de uma hora. Isso faz com que as piscinas em contêineres marítimos possam ser instaladas inclusive em lugares com frio extremo.

Além disso de poderem ser aquecidas, as estruturas das piscinas são projetadas para transformarem-se em uma jacuzzi assim que uma divisão móvel é relocada. Todas as funções, incluindo a luz e a temperatura, são ativadas via celular, tornando o controle muito mais simples. Atualmente, a piscina como esta custa a partir de 29.900 dólares canadenses, o que é aproximadamente R$ 69.700 reais.

Fonte: https://projetos.habitissimo.com.br